Quarta-Feira Fotos. Coroa de Mosquitos.

Abril 9, 2014
Filipe Carvalho, às cegas, procura o micro-hueco perdido no meio dos aplates...Coroa de Mosquitos, Adaúfe, Serra da Freita. Foto: Sérgio Martins.

Filipe Carvalho, às cegas, procura o micro-hueco perdido no meio dos aplates…Coroa de Mosquitos, Adaúfe, Serra da Freita. Foto: Sérgio Martins.

Anúncios

Quarta-Feira Fotos. Filosofia Anormal.

Março 12, 2014
Quarta-Feira Fotos. Filosofia Anormal.

Sérgio Martins em Filosofia Anormal, Serra da Freita. Foto. Vitor Baptista.


Quarta- Feira Fotos. Bicipouriço.

Dezembro 4, 2013
Qurta-feira Fotos. Bicipouriço

Victor Baptista no excelente Bicipouriço, uma das recentes adições ao novo sector de Adaúfe na Serra da Freita. Foto: Sérgio Martins.


Os Sete Pilares do Bouldering. IV Técnica.

Maio 9, 2011

IV. Técnica. Dançando Com as Placas.

Um pilar não se substitui a nenhum outro, por isso seria redundante dizer que este é o mais importante. Se não é o mais importante será uma espécie de base, ou melhor, deveria ser o primeiro a ser construído na formação de um escalador de rocha, sim de rocha, entenda-se.

Citando um famoso título de um dos primeiros filmes de escalada: Escalada é movimento sobre rocha, e estaria tudo dito. Hoje em dia com a proliferação dos muros artificiais de escalada o primeiro contacto com a escalada para muita gente é em presas artificiais e superfícies verticais a muito extraprumadas, pois as placas, por norma, estão ausentes destas infraestruturas, que são excelentes para as mais diversas finalidades, mas não permitem aprender o delicado jogo de equilíbrio e posicionamento de pés que são a base da escalada.

O protagonista deste episódio, o Miro, para além de excelente fotógrafo que temos a sorte de contar como colaborador neste sítio, é também um escalador tecnicamente sobredotado apenas pecando por não ter uma pratica constante. Um escalador deste género, ou calibre, mesmo não escalando tem sempre algo a ensinar, e deveríamos sempre saber aprender com quem escala melhor do que nós, num sentido em que escalar melhor não tem rigorosamente nada a ver com o grau.

Uma vez ouvi do Miro uma frase paradigmática: “ a placa é o berço do movimento”, aí fica para quem quiser, ou souber, ler.

Aqui fica também: “dançando com as placas”, uma ode à escalada. SM