Quarta-Feira Fotos: Enigma

Maio 4, 2011


Os Sete Pilares do Bouldering. III Força.

Maio 1, 2011

III. Força. O Labirinto dos Enganos.

Força. Todos queremos mais força, mais power. Nunca parece ser suficiente. Embora a escalada em rocha seja muito diferente de “puxar” de presas e a força seja apenas um dos pilares, este é muitas vezes venerado como único e suficiente.

Não devendo ser um factor sobrevalorizado também não deve ser subestimado. Se o “rei das campus” vai sempre encontrar “becos sem saída” técnicos, o “pezinhos de lã” também encontrará movimentos impossíveis de contornar sem usar força bruta. O ideal, como sempre, é um equilíbrio e adquirir as doses necessárias para aquilo que pretendemos fazer.

Para ilustrar este capítulo um bloco exemplar: O Labirinto (V13 cs) em Corno de Bico uma FA do Júlio Braga de 2010. Força de dedos, para as fugidias presas iniciais e para a pinça intermédia. Força de “core”, para o movimento de arranque onde as presas de pés são decorativas. Força na mão, para o áplate onde é feito o cruzamento. Força mental, para conceber os movimentos, liga-los e por fim esperar pelas condições certas para concretizar o encadeamento.

Se o Júlio pode ser a personificação de todos estes elementos definidores de força, também carrega e carregou, muitas vezes sozinho, às costas todos os outros pilares do bouldering.

O labirinto da força, onde muitos se perdem e nunca de lá saem. O labirinto do bouldering, onde o templo da força é ritual obrigatório de aprendizagem e passagem. O labirinto da vida, onde a escalada, como ritual de ascensão e logo de purificação, poderá servir se não de chave pelo menos de paliativo existencial, como outro amigo meu, também forte como tudo, gosta tanto de me lembrar.

Para a semana o quarto capítulo: Técnica. Dançando Com as Placas. SM


Os Sete Pilares do Bouldering. I Agressividade.

Abril 4, 2011

Os “Sete Pilares do Bouldering” foi uma ideia que surgiu com um clip que já apareceu por aqui, chamado “agressividade”, entretanto constrangimentos vários não permitiram desenvolver o projecto.
Retomando a ideia de uma espécie de web-série que definisse o bloco em sete episódios, ou pelo menos o conceito NB, tentamos dar continuidade ao mesmo. E para, redundantemente, se começar pelo início volta surgir o clip da agressividade com algumas imagens novas, alguns efeitos a mais e a menos, mas mantendo a mesma estrutura: Agressividade, Um Minuto em Corno de Bico, tentando condensar num minuto a experiencia de escalar em Corno de Bico sob o signo da agressividade.
Porquê a agressividade como característica inerente ao bloco? Este segmento tenta retratar uma espécie de dualidade inerente ao bloco em granito: a agressividade da rocha em si, e a agressividade que é necessário imprimir à escalada para executar movimentos no limite pessoal de cada um. O Bloco não é de meias medidas, um dia morno e preguiçoso significa usar as crashs para sofá, precisamos estar dispostos a ver sangue, o nosso entenda-se, a dar 100% numa espécie de “Fight Club” pessoal.
Um bom sinónimo de agressividade é combatividade, uma palavra que se adequa ainda melhor ao bloco só que não traduz a tal dualidade expressa atrás.
Para a semana o segundo capítulo: Exploração, Calcedónia a Última Fronteira. SM


Quarta-Feira Fotos: Picaranha

Fevereiro 9, 2011

Um bloco NB:)+, Picaraha (V10), sector Picaranha, Corno de Bico. Escalador: Filipe carvalho. Foto: Pedro Rodrigues.


Quarta-Feira Fotos: Máquinas

Fevereiro 2, 2011

Zé Abreu esmaga os dedos nas engrenagens da Máquina (V12), Corno de Bico. Foto: Pedro Rodrigues


Quarta-Feira Fotos: Ursinho de Peluche

Janeiro 26, 2011

Um belo entardecer nos blocos com textura de peluche de Corno de Bico. Bloco: Ursinho de Peluche (V9) sector Alta Tensão. Escalador: Júlio Braga. Foto: Pedro Rodrigues.


Quarta-Feira Fotos: As Portas do Vaticorno

Janeiro 12, 2011

A neve trouxe consigo condições para agarrar lâminas de barbear, e JB aproveita para estabelecer um belo começo sentado mesmo nas portas do Vaticorno. Bloco: Vaticorno ( V9 cs). Foto: Pedro Rodrigues.


Quarta-Feira Fotos: Liturgia do Sangue

Dezembro 15, 2010

Júlio Braga no super projecto do Vaticorno, Liturgia do Sangue. Foto: Pedro Rodrigues


Um Mundo Perfeito

Dezembro 5, 2010

 


Quarta-Feira-Fotos: – 4×4 de Dedos –

Outubro 20, 2010

Manuel Soares tenta uma maravilha de dois movimentos: 4x4 de Dedos (V11), em Corno de Bico; Foto José Abreu.