É a escalada aborrecida?

O anúncio:

O resultado:

Esta é a grande afirmação, ou questão se quiserem, que emergiu da Psicocomp realizada em Park City, Utah, EUA no inicio deste mês. Mesmo com o circo máximo montado, piscina para DWS , estrelas maiores da escalada, um routsetter de luxo, prémios monetários avultados, Sharma como patrono, etc, etc, mesmo assim na essência, isto é no movimento, a coisa foi classificada de lenta e aborrecida de assistir.

Depois do flop do falhanço da inclusão nos JO, muitos apontam este género de competições como o futuro da escalada, chegando ao ponto de a classificarem como a melhor coisa que aconteceu, ao nível de competição, nos EUA nos últimos 25 anos. O entusiasmo não custa dinheiro, não é.

É a nossa praga. Praticamos um desporto aborrecido de ver, na TV suponho, pelo público em geral. Ou será esta premissa uma falácia. Vamos analisar alguns dos desportos mais aborrecidos que existem de se observar, mas que no entanto gozam de uma cobertura mediática brutal e milhares ou milhões de desenfastiados espectadores e centenas de comentadores especializados.

F1. Quem nunca adormeceu a um Domingo à tarde, depois de um lauto almoço, ao som ritmado dos bólides pontuados pelos comentários soporíferos, se bem que informados e entusiasmados, de Domingos Piedade. Apesar de ter amigos que vibram com cada mudança metida, acima ou abaixo segundo me dizem, pelo líder e com a ocasional ultrapassagem, vou dar um grau de sonolência/aborrecimento máximo, que nesta escala será 10, ou seja: sonabo 10.

Futebol. Desta ninguém estava á espera. O futebol parece intocável. Arrasta multidões para estádios e tem coberturas televisivas mundiais que valem milhões. As pessoas matam-se e têm ataques cardíacos por causa de jogos de futebol. Mas assistam a um jogo da Liga Zon Sagres entre equipas do meio da tabela, obviamente da qual não sejam adeptos, se forem capazes. O futebol em mil produz um jogo fabuloso, o resto é um marasmo técnico-táctico, mesmo a melhor equipa do mundo, que será o Barcelona, joga tão bem que é uma seca de se ver, são perfeitos de mais. O futebol é uma questão cultural acima de tudo, uma coisa que faz parte de nós desde pequenos, mas não deixa de ser chato por causa disso. Sonabo 7.

Golfe. O Golfe é o desporto que move mais dinheiro no mundo, perguntem quanto custa um conjunto de tacos se tiverem dúvidas, logo é amplamente reproduzido na TV. Mas ver uns bacanos, de chapéu e calças de xadrez, a dar uma tacada, acenar a uma multidão de basbaques enquanto se dirige calmamente, de mão no bolso e a assobiar, para o sítio onde caiu a bola faz-me soltar um bocejo, mesmo enquanto teclo esta frase que acabei de escrever. Sonabo 9.

Xadrez. O Xadrez é um jogo fascinante, mas a ideia de transmitir um jogo é de loucos, no entanto acontece, dois atletas sentados numa cadeira perante uma plateia a fazerem um movimento a cada meia hora. Mesmo que tivéssemos capacidades telepáticas seria chato de assistir, pois não conseguíamos acompanhar as dezenas de jogadas de antecipação do Kasparov. Sonabo 9.

Curling. Pelo amor de deus, o curling é transmitido em directo. Uma boa partida de malha minhota, que é um desporto parecido, parece um circo de feras em comparação. Sonabo 9, porque apesar de tudo a expectativa e o frenesim da escovagem do gelo enquanto a “malha” gigante desliza fazem com que seja menos aborrecido que as duas horas de F1.

Poker. Não passa pela cabeça de ninguém assistir na televisão a um jogo de cartas, no entanto acontece.

Bilhar. Já é uma seca estar a jogar a quatro e estar ali, pendurado no taco, à espera pela nossa vez, enquanto vemos um nabo a apontar durante meia hora para falhar, ou pior, um expert a meter as bolas todas. Assistir a um jogo de bilhar na TV parece impensável, no entanto, segundo me dizem, são um grande sucesso. Sonabo 9.

A lista podia continuar, baseball, cricket, vela …  A escalada não é aborrecida, pode não ser espectacular e rápida como uma corrida de 100 metros, mas não é mais aborrecida que os desportos que acabei de enumerar, apenas não está inserida nos padrões culturais nem tem um indústria por trás a projectá-la, se tivesse estaria presente nas transmissões como o resto e teria especialistas a verberarem posições extremadas em pseudo-debates.

É a escalada aborrecida? Não me lixem. SM

Anúncios

2 Responses to É a escalada aborrecida?

  1. VBaptista diz:

    F1: sonabo 8 desde que os carros passaram a caixa automática e a ter sistemas que facilitam bastante a vida aos condutores. Antes disso com caixa manual e embraigem era demais! ver imagens de camara a filmar os pés dos condutores é de loucos…

    Futebol: para não ser sonabo é ir ver jogos da distrital e aqui perto tens clássico como o Fiães vs Lourosa / Canedo vs Lobão / Lamas vs Lourosa / Fiães vs Sanguedo… muito bom! nada como ir ver um joguinho e ter um porco no espeto no campo!

    Golfe/Xadrez/Curling: sonabo 10 não sei que dizer mais!
    Poker: nem comento
    Bilhar: sonabo 5 dependendo da disposição

    Quanto ao fecho do teu post não podia concordar mais. Bastava uns endinheirados verem potencial “marketesiano” que resultasse em avultadas quantias de dinheiro para esses senhores patrocinadores e lá estaria a escalada na sport tv. Ainda acredito que um dia a escalada lá chegue… não sei será bom ou não, ou melhor, se terá mais vantagens que desvantagens…

  2. Fernando Santos diz:

    A meu ver, o problema da escalada é que, comparativamente aos demais, não são evidentes nenhum dos seguintes factores: equipa, técnica, lógica ou estratégia.
    It is a pitty!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: