7 Dias, 7 Fotos: Hoya Moros VI, Zé Fissura.

Antes da partida, ainda houve tempo para provar mais 2 clássicos da zona. José Abreu, como costume, não perdoa e factura ambos: Confusion e La Fissura. Neste último deu uma lição de escalada anaeróbia, já que fez metade da linha sem respirar. Consta que anda a treinar para acompanhar conhecidos pescadores da nossa praça, em saídas de caça submarina.

Vários se animaram a provar estas linhas, mas os níveis de rotice da maioria estavam já ao máximo. Isso, ou estavam a preparar-se para o que aí vinha. Sessão de lançamentos… para o charco. Foi bonito de se ver, mas impossível de reportar. PR

José Abreu decide fazer uma apneia de meio minuto, aperta forte e “flasha” o La Fissura. Sequeira observa atento, de tal forma que, após poucos pegues, foi ele quem fez das suas na mesma linha.

Anúncios

2 Responses to 7 Dias, 7 Fotos: Hoya Moros VI, Zé Fissura.

  1. cpd diz:

    Fabulosa foto-reportagem! É como se tivessemos estado o tempo todo ali… parabéns pela estreia dessa nova rubrica.

    • Pedro Rodrigues diz:

      Obrigado pelo comentário CPD.

      Como nem todas as críticas são positivas, mas são construtivas (pelo qual merecem resposta), fica já aqui a explicação para aqueles que, simpaticamente, nos transmitiram a opinião de que esta primeira edição da rubrica peca pela repetição de escaladores. A selecção foi feita tendo em conta a qualidade das fotos em si e não pelo “modelo” em causa. Não se pretende apresentar uma foto-reportagem, mas uma selecção das melhores fotos. Se assim não fosse, 7 fotos não chegariam. Decidimos, como sempre, tentar primar pela maior qualidade possível e não pela quantidade babugenta. Quando muito, o texto poderá pretender colmatar um pouco a lacuna em termos de reportagem. Por outro lado, considerando que o pseudo-fotógrafo tinha como prioridade blocar, os primeiros a provar as linhas eram geralmente fotografados com mais cuidado. Acresce que o elevado número de pessoas em torno dos problemas tornava, por vezes, difícil a tarefa de fotografar convenientemente. Em suma, e tendo em conta o amadorismo do fotógrafo, para conseguir 7 fotos minimamente decentes… foi um 31.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: