7 Dias, 7 Fotos: Hoya Moros III: Nunito e Sed de Mal.

A manhã de reservou, para aqueles que até então apenas conheciam o local de fábulas e fotografias, um cenário idílico para prática de bloco. Como diria Gabriel Alves, nos seus tempos áureos, “um estádio amplo e arejado”.

De facto, os sectores parecem ter sido arrumados por escaladores, ao melhor estilo de rocódromo, para que haja um pouco de tudo. Na zona do vale, aparentemente mais explorado, existem blocos clássicos de vários tipos e com áreas de queda excelentes: extra-prumos, fissuras, placas, tectos e lançamentos (alguns até num estilo psico-bloco)… Na zona da encosta encontramos blocos de maior dimensão, polvilhados na paisagem por entre vacas e vitelos de raça salamantina. Já na zona do caos de blocos, ao melhor estilo alpino, temos de nos embrenhar por entre os buracos, saltitar de rocha em rocha, para descobrir o que a próxima esquina nos reserva. E geralmente reserva blocos, de vários níveis, com um estilo algo físico. Tudo isto sob égide de um granito não excessivamente agressivo. PR

Nuno Santos voa com Sed de Mal.

Anúncios

One Response to 7 Dias, 7 Fotos: Hoya Moros III: Nunito e Sed de Mal.

  1. Rodas diz:

    Ei, Nunito! Vai-ta lixar!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: