Grão de Bico

Abril 13, 2010

Pode um bloco ser a síntese de toda uma zona? Se sim, para Corno de Bico esse bloco é o Grão de Bico.

Alto, difícil, frágil e alta qualidade ao nível do movimento. Estas são as características principais deste bloco e são também as características de Corno de Bico. Até o tipo de presas é o mais comum: régletes e cristais.

Quatro presas em quatro metros e meia dúzia de cristais na saída são o suficiente para subir ao topo deste bloco, que possui ainda uma característica rara: levantar o pé do chão é já duro, uma situação desesperante e que atesta a pureza da linha em si.

O Arranque em duas régletes opostas é explosivo, mas compensado com a presa de chegada, um puxador, no qual não vale a pena parar muito pois segue-se um dinâmico para uma réglete perfeita que é preciso executar em deadpoint. Tendo ganho a réglete atinge-se a saída, que se negoceia com cristais bem separados uns dos outros, numa situação já bem aérea. Uma dobragem dura e de decisão marca assim o fim deste bloco de antologia. Todo um programa para um bloco aberto e encadeado como sempre pelo grande explorador da zona: o Júlio Braga. SM


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.